Estilo

Published on April 15th, 2014 | by Ramalho

0

Atravessando o Canadá de trem. Toronto a Vancouver.

Uma viagem de trem que atravessa quatro fusos horários, uma ferrovia que foi responsável pela unificação de um país. Pradarias, florestas, montanhas e muito charme. Assim podemos definir a viagem de trem que liga Toronto a Vancouver no Canadá.

Num mundo onde a pressa é componente essencial de qualquer atividade, uma viagem no trem  The Canadian, pode ser o antídoto para o estresse do viajante moderno.

O trem liga Toronto a Vancouver num trajeto de 4 mil quilômetros que são vencidos em 3 noites e quatro dias de trem. Pense num cruzeiro de navio sobre trilhos. Você tem sua cabine, três, ótimas, refeições diárias e paisagens incríveis para serem vistas de seu quarto ou dos vagões panorâmicos.

O comboio  parte de Toronto as 22 horas, três vezes por semana em Direção a Vancouver e vice-versa. Durante o inverno a frequência é reduzida para duas vezes por semana.

 

Classes

Na classe econômica você viaja em poltronas reclináveis do tipo semi-leito. Elas são confortáveis, mas para uma viagem de tantos dias, você precisa estar realmente preparado.

Veja detalhes nesse link : http://bit.ly/Hmy5Fp

Os vagões dormitório oferecem três tipos de cabine.  A cabine dupla que possui duas camas do tipo beliche e que pode ser usada por 1 ou dois passageiros. Cabines individuais e a seção com camas independentes no corredor.    Neste link, http://bit.ly/1f09SR1,  você pode acessar a página que mostra fotos em 3 dimensões do vagão dormitório e suas opções de acomodação.

As Cabines

Todas as cabines possuem pia e banheiro (sem chuveiro), sendo que nas cabines duplas o assento sanitário é num compartimento separado e na cabine simples, ele fica disfarçado sob um banquinho. Estranho a primeira vista, mas prático.

Os bilhetes de cabine incluem todas as refeições assim como acesso ao panorama longe (sala vip) da estação antes do embarque.

Na minha viagem fiquei as duas primeiras noites na cabine dupla e a última na cabine individual.  Essas duas cabines possuem banheiro na própria cabine e existe um chuveiro para cada vagão.  Em cada Cabine existe um kit de banho com toalhas, shampo e sabonete.

Depois de fazer o check-in na estação de trem e despachar suas malas, você aguarda a chamada para o embarque numa sala vip da Union Station de Toronto. Uma vez abordo, é recebido com um drink de boas-vindas. Nessa primeira noite de viagem não é oferecido jantar devido a hora que o trem parte. Portanto fica a dica para você jantar antes de embarcar ou levar seu jantar.  O trem possui um bar que prepara lanches, mas ele fecha cedo. Um descuido e você ficará sem jantar.

A curiosidade faz com que você percorra os vagões do trem buscando conhecer seus recantos. Três ou quatro vagões, espalhados pelo trem servem como área de lazer coletiva e são compostos por uma sala de jogos e vídeo e um deck superior, onde o teto de vidro permite uma visão panorâmica de 360 graus.

ROTINA A BORDO

Ao contrário de um cruzeiro de navio, onde existe vida durante toda a noite, no trem, a vida noturna acaba lá pelas 23 horas. Depois do jantar alguns passageiros ainda gastam algum tempo nos vagões lounge, mas pela meia noite todos estão na cama.

Numa rotina que une conforto, sem o luxo do expresso do oriente, mas com um toque moderno, o dia-a-dia a bordo depende da classe que você viaja. Em geral o despertar é entre 6 e 7 horas. Para quem viaja na classe turística (cabines) as refeições acontece em três turnos. Escolha  o primeiro se você gosta de acordar cedo, ou o último para ficar uma hora a mais na cama. Quem viaja na classe econômica (assentos) pode comprar suas refeições no próprio setor.

O trem faz diversas paradas ao longo dos quatro dias. Dependendo da cidade você tem de 30 minutos a 3 horas de intervalo o que lhe permite sair e conhecer um pouco do centro da cidade.  Winnipeg, sede de jogos olímpicos de inverno, merece uma visita.

A viagem

Os dois primeiros dias atravessam planícies das Províncias de Manitoba, Saskatchewan e Alberta, entremeadas por fazendas e rios. Embora tudo plano, as pradarias têm suas características, Rolos de feno empilhados ou ajeitados para serem coletados quebram a linha do horizonte.

.Em Winnipeg Você pode sair da estação e caminhar pelo  pelo parque que fica em frente a estação , as margens do rio Red. Lá pode visitar o Forks Market, tomar um café ou comprar algumas guloseimas para a viagem  e margear o rio caminhando pela River Walk até encontrar os jardins do Edifício Legislativo da cidade. Além dos coloridos jardins poderá apreciar a arquitetura neo clássica do edifício e retornar para a estação parando em um dos cafés da  avenida Broadway.

No final do terceiro dia a parada é em Jasper. Lá você tem cerca de 90 minutos para visitar o centro da cidade e comprar algum suvenir da região. Num bom dia, você terá uma linda foto com as montanhas atrás do trem.

Se você pensar em dividir sua viagem em duas etapas, Jasper é minha recomendação. A cidade serve de base para inúmeras atividades ao ar livre tendo como pano de fundo as montanhas rochosas.

De Jasper você entra na parte mais bonita da viagem e que é a travessia das Rochosas. Essa cordilheira que atravessas os estados unidos e canada oferece um cartão postal a cada curva que faz o trem. Aqui vale a penas ficar com sua máquina fotográfica em mãos até que escureça, pois poderá ser brindado com uma foto de um urso, de um alce ou outro habitante ilustre da região.

Na manhã do quarto dia acorde bem cedo se quiser ainda ver as últimas paisagens das rochosas e contemplar as planícies que antecedem sua chegada a Vancouver.

Esta é uma viagem para aqueles que querem ter um tempo para reflexão, contemplação. Você não terá internet por muitas horas e poderá assim, se desligar do mundo e interiorizar as paisagens incríveis que verá ao seu redor.  Também é uma viagem romântica, para ser feita a dois, com tempo de sobra para namorar.

Embora eu tenha visto umas três famílias com crianças pequenas, acho um desafio mantê-las entretidas durante tanto tempo.

 

Serviço:

Você pode reservar sua passagem diretamente no site da Via Rail (www.viarail.ca) . Assim como numa reserva de avião, informe a data e destino dos trechos de sua viagem. O preço da passagem depende da alta ou baixa temporada e da classe de serviço.  Para uma viagem de Toronto a Vancouver, no mês de Novembro ela pode custar de 489 dolares canadenses para um assento na classe econômica a 872 dólares por pessoa numa cabine duplas. Para voar a Toronto a melhor opção, com voo direto é com a Air Canada. Compre um bilhete com a ida para Toronto e a volta de Vancouver. A empresa possui as melhores conexões para destinos no Canadá.

http://www.aircanada.com.br/

Voando com a Air Canada.


About the Author

José Antonio Ramalho, escreveu 120 livros sobre tecnologia, fotografia, mitologia grega para crianças e viagens. Foi co-apresentador da 4 temporada do programa 50x1 da Rede Record. Seus livros já foram traduzidos para diversos idiomas.



Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Back to Top ↑