Viagem

Published on September 4th, 2014 | by Ramalho

0

Cabrio – o teleférico suíço onde você viaja do lado de fora, no teto.

A única pessoa que costuma ser vista do lado de fora de um cable car é James Bond quando está lutando contra algum vilão. Uma das cenas clássicas desta situação foi filmada com Roger Moore no bondinho do Pão de Açúcar como uma sequência do filme Moonraker (007 contra os foguetes da morte).

007cablecar

O herói conseguiu se salvar, mas o bondinho acabou destruído no final da cena.  Se você gosta de ação pode experimentar algo parecido, mas com um pouco mais de conforto e a certeza de que chegará até estação final do bondinho.  Na Suíça, foi inaugurado em 2012 o primeiro cable car com dois andares. Chamado de Cabrio, ele permite que você faça o percurso no teto do bondinho, com uma vista panorâmica de 360 graus.

stanserhorn 2

O cable car fica na cidade de Stans e leva o viajante ao alto do monte Stanserhorn, a 1900m de altitude. A parte de baixo do veículo é envidraçada e comporta 60 pessoas. Uma pequena escada em caracol permite acesso ao teto onde 30 pessoas podem apreciar a vista incrível da região de Lucerna, que pode ser vista no horizonte.

A viagem ao topo do Stanserhorn é feita em duas etapas. Na primeira você pega um funicular (bonde terrestre) que sai da charmosa estção de Stans e o deixa numa estação intermediária. É de lá que o cable car vai fazer o percurso até o alto em pouco mais de seis minutos.

Você compra o bilhete e pega o bondinho terrestre na estação de Stans.

 

WP_20140829_14_05_49_Raw

O bondinho é centenário e de madeira.

Você pode se sentar numa das cabines do bonde ou pedir para ir junto com o condutor. Nesse caso até três pessoas podem viajar juntas no espaço do condutor.

Ao chegar na estação o cable car já esta aguardando e a troca entre os bondes terrestre e aéreo é feita em 5 minutos.

Estar do lado de fora não significa que você irá  passar algum tipo de perigo. Um parapeito alto protege os visitantes sem tirar a magnífica vista da região.

vista do teto do cable car

Durante o trajeto você ouvirá um som muito conhecido da Suiça, o sino de vacas. A razão é que o bondinho passa, ao longo da encosta da montanha sobre algumas fazendas, onde as vacas estarão pastando e chacoalhando seus sinos.



No alto do monte Stanserhorn o visitante pode aproveitar a vista dos mirantes ou ter uma refeição no restaurante giratório que faz uma volta completa a cada 45 minutos. Num dia ensolarado e sem nuvens, a visão é de tirar o fôlego.

WP_20140829_14_32_08_Raw

Na foto abaixo Lucerna pode ser vista do lado esquerda após o lago.

panorama stanserhorn

Depois de passar algum tempo contemplando a vista  o visitante pode voltar confortavelmente para Stans usando o Cabrio, ou para os mais aventureiros, usar uma das trilhas para voltar à cidade. O percurso pode ser feito em 3 horas.

stanserhornplaca

De qualquer forma que você chegue ou deixe o Stanserhorn, sua visita certamente se tornará inesquecível.

Dicas:

O bilhete custa 37 francos suíços  para cada trecho pois é possível chegar ou voltar do alto utilizando trilhas para quem gosta de fazer hiking. Se você comprou um bilhete ida e volta mantenha-o consigo o tempo inteiro, pois  na hora de voltar  terá de apresentá-lo ao condutor.

Se você tiver um Swiss Pass, um passe que permite usar livremente transportes públicos do país, terá um desconto de 50% no preço do bilhete.

Para Chegar:

Para chegar a Stans você pega um trem direto de Lucerna que demora aproximadamente 20 minutos.

Outra opção é usar um barco que sai de Lucerna e vai até Stansstad, uma cidade que fica a 15 minutos de ônibus ou trem até Stans.

Minha recomendação, se você estiver usando transporte público, é ir de trem e voltar de barco para aproveitar o lindo cenário do lago de Lucerna ou dos quatro cantões.

Para maiores informações consulte o site http://www.stanserhorn.ch


About the Author

José Antonio Ramalho, escreveu 120 livros sobre tecnologia, fotografia, mitologia grega para crianças e viagens. Foi co-apresentador da 4 temporada do programa 50x1 da Rede Record. Seus livros já foram traduzidos para diversos idiomas.



Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Back to Top ↑